14360242_10207606118648110_1885792487_o

YANNICK

Sobre Brazukas  Deixe um Comentário

14114750_10207453590154993_865696592_o-1

Yannick é um emece, paulistano nascido e criado no centro de São Paulo, sua história no rap começou em 2010, lançando músicas na internet no melhor estilo “faça você mesmo”, com os recursos e ferramentas que dispunha.

O rapper já trabalhou ao lado de importantes figuras da música, tais como Dj Caique, RDO & 1º CBG (quando ainda usava a alcunha JPNK), Jimmy Luv, Lei Di Dai, Paulo Júnior, Latin Familia, Bruno Paks, Abstrato Beats (Outro Plano), Luciano Arê, banda NDK (rock nacional), nesse meio tempo trabalhou disseminando sua mensagem em grandes casas da região de onde nasceu, na Rua Augusta, como a Caos Augusta, Tapas Club, Sarajevo, Inferno Club, Lapeju, Acadêmicos do Baixo Augusta (ex-Vegas) e Funhouse. Também se apresentou em diversos eventos de skate na Galeria do Rock, Lojas Vitaboard, Sigilo Skate Shop, Mostra Internacional SK8 ART 4 LIFE, e foi ainda matéria na Revista “Vala” na sua seção musical .

Foi capa também do jornal Marketing Luther King, e atuou em muitas ocupações públicas e artísticas como Buraco da Minhoca, Parque Augusta e Casa Amarela. Yannick já conta em sua lista de shows com apresentações nas cidades de Limeira (SP), Curitiba (PR) e Juiz de Fora (MG). Em 2015 teve sua música adicionada na playlist do site “Na Vitrola” no dia do rap nacional, e recentemente teve seu mais novo disco divulgado no mesmo site.

Além disso foi tema de diversas matérias em sites especializados nesse estilo musical como Bocada Forte, RapEvolusom, Rap Nacional, Track Cheio, Band Camp, Coletivo MTV, Raplogia, Rap Nacional Music e Música Inspira, fez parte também de coletivos de soundsystem como a Tosh RudeBoys e Jameika e Gueto por Gueto.

Foi também destaque da Mostra Showlivre Buzz em 2014, e em 2015 foi matéria do Popload Session, mostrando sua versatilidade musical em um material exclusivo encontrado apenas na internet.

Ainda em 2015, foi matéria no site norte-americano de entretenimento AFROPUNK, que teve inicio em 2002, e que se tornou um movimento internacional que celebra a criatividade e a liberdade do espírito na cultura negra alternativa no mundo, no final deste mesmo ano, lançou o clipe da música Peço Perdão onde desconstrói o machismo no rap nacional abordando temas como amor, dor, arrependimento e perdão de um homem para uma mulher.

O artista lançou recentemente, mais precisamente no dia 03 de setembro, o seu primeiro EP, intitulado Também Conhecido Como Afro Samurai” baseado no anime/manga de Takeshi Okazaki. O EP conta com 8 faixas e participações especiais de Keops e Raony (Medulla), Paula Malvar (Vó Tereza), Zorack e Venom (Ascendência Mista), Dieguito Reis (Vivendo do Ócio) e do rapper Petrus.

14360242_10207606118648110_1885792487_o

Você pode encontrar Yannick nas seguintes mídias sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/yannickakaafrosamurai

Instagram: https://www.instagram.com/yannickra07/

Twitter: https://twitter.com/yannick_ra

Soundcloud: https://soundcloud.com/yannick_ra_011

Canais oficiais do Youtube: Yannick R.A. e Yannick Hara

O EP pode ser adquirido no site da onerpm conforme link abaixo.

 

Curiosidades: O nome do álbum, “também conhecido como afro samurai”, vem do anime/manga Afro Samurai. Afro Samurai é um mangá independente criado por Takashi Okazaki, e publicado inicialmente na revista Nou Nou Hau, no Japão. O título também foi adaptado para um anime de 5 episódios, com direção de Fuminori Kizaki e produzido por Gonzo, um estúdio tradicional de animação. O primeiro episódio estreou em janeiro de 2007 no Japão (onde foi televisionado pela Fuji Television), e foi ao ar na Spike TV, nos EUA, no mesmo ano. Desde então, a série foi ao ar no Canadá, no Reino Unido, e também estreou na MTV da Austrália, em agosto de 2007.

Fã de soul music e hip-hop, Takashi Okazaki criou um mangá protagonizado por um samurai negro, fazendo referência ao cinema blaxploitation. Sua história se passa em um “Japão feudal futurístico e pós-apocalíptico” onde, aquele que conquistar a simbólica bandana de “Número Um” (o homem mais poderoso do mundo), irá comandar o planeta, como um deus.

No anime, há a participação do ator norte-americano Samuel L. Jackson, dublando a voz do protagonista e de seu parceiro, além de ser um dos co-produtores. O integrante do grupo Wu-Tang Clan, RZA, produziu a trilha sonora original em ritmo hip hop, que foi lançada em CD pela Koch Records em janeiro de 2007, nas versões editada e sem corte.

Em janeiro de 2009, foi lançado um filme animado Afro Samurai: Resurrection. Samuel L. Jackson reprisou o papel de Afro (além de ser o produtor executivo do filme), Lucy Liu dublou a vilã Sio, também foi lançado um jogo de videogame Xbox 360 e PlayStation 3, desenvolvido pela Namco Bandai Games.

 

Vejam a seguir os dois clipes lançados:

 

14424217_10207645806680286_1595580242_o

 

“Vingança” Direção de Koji FreeMind

Trecho da letra

“Vingança até a última instância

Faço por aquele cujo guardo na lembrança”.

14302752_10207645814080471_1032563806_n

“Também Conhecido Como Afro Samurai” Direção Hara Dias e R. Furlani

Trecho da letra

“Tornando imortais os ancestrais a saga eu sigo

Nasce a dor, nasce o ódio sob os olhos do menino

Digo ao oponente, saia do meu caminho

Não importa que seja, hoje é o dia em que me vingo”.

 

Deixe um comentário