Eram 21h00 e o Citibank Hall ficava cada vez mais lotado de gente. A ansiedade era visível na cara de fã, todos aguardando ansiosamente pelo momento em que veriam novamente o Miyavi novamente.
A situação para o pessoal da frente que estava na grade era tensa, pois atrás estavam empurrando muito. Mesmo assim, não deixavam de estar animados e contando os minutos para o grande início.

Às 21h30, as luzes do palco se apagaram completamente, deixando visível apenas o logo colorido onde podíamos ver a silhueta e o kanji do nome do ORESAMA.

Os fãs gritavam “MIYAVI! MIYAVI!”, quando finalmente a banda adentrou o palco e assumiu suas posições. Logo em seguida, Miyavi entrou com sua guitarra. O som da primeira música que foi apenas instrumental foi ouvido enquanto Miyavi dançava sobre o palco, e os fãs gritavam bastante. A segunda música para agitação completa do hall foi “BOOM-HAH-BOOM-HAH-HAH” e os fãs faziam coro enquanto Miyavi cantava 1….2….3….4…. etc. Ao término da música, Miyavi ficou parado como estátua, então depois de alguns segundos a música “21th century Tokyo Blues” iniciou-se. Os fãs gritavam e pulavam, erguendo os punhos, fazendo gestos de rock. A felicidade em vê-lo novamente aqui no Brasil não poderia ser escondida.

Ao término da terceira música, deixamos a área de imprensa, e perdemos o começo do MC para uma reunião breve com a assessora, mas tão logo foi possível retornamos à casa para ver Miyavi.
Chegou a hora de “What’s my name” e para quem assistiu o show de 15 anos da PSC sabia bem o que fazer quando Miyavi tocava a guitarra e os fãs gritam seu nome, ele rodopiou enquanto os fãs continuavam a gritar. Depois ele saudou os fãs e pediu pra que não empurrassem as pessoas na frente, pois estava muito apertado, ele pediu esta gentileza dizendo que todos eram muito preciosos pra ele. Então deixou o palco por alguns instantes e veio um staff para pedir aos fãs que fossem pra trás, eles então obedeceram. Miyavi voltou e disse “querem que eu volte pro Japão? Então parem de empurrar”. Os fãs riram. “Funky Monkey” foi tocada e Miyavi fez graça com a letra da musica, e quando os fãs não acompanhavam fingiu estar roncando, o hall explodiu em risadas.
Foi a hora do MC. Miyavi conversou bastante com o público. Depois de perguntar se estávamos nos divertindo, ao som melodioso de piano falou: “como vocês sabem, minha filha nasceu, e seu nome é Lovelie.” Agradeceu por termos recebido tão bem a filha dele e disse que ela nos ama também. Falou das mudanças que ocorreram em sua vida no ano de 2008, que muitas coisas haviam acontecido, falou sobre a nova gravadora J-Glam. Entre outras coisas, disse que quer sempre continuar seguindo em frente e que vai lutar e se esforçar pra fazer seu melhor sempre. Depois deste MC maravilhoso, uma versão tocada em piano de “Kimi ni negai wo” encantou toda a plateia arrancando lágrimas de muitos (eu inclusive). Os fãs cantavam junto e urravam de alegria ao ouvir esta música tão querida por todos.

Os instrumentos ficaram tensos e melodiosos quando acabou “Kimi ni negai wo”, e ouvimos a melodia que nos embalava, e quando nos demos conta estava sendo tocada a introdução de “Super Hero” uma das músicas mais recentes de Miyavi. O público explodiu em gritos de felicidade e todos começaram a cantar junto o sucesso. “Ekisentorikku otona yamai” foi a seguinte, e logo depois “Shouri no V-Rock”. E por fim, aquela que não poderia faltar, onde o público solta a voz e canta, pula, grita dizendo: “Are you ready to rock!” Sem aviso prévio, Miyavi simplesmente desce da palco e vai para a grade. Diversas mãos o agarram, ele fica um tempo considerável entre a multidão que segurava seu braço, e passava a mão em seu pescoço. Depois que voltou a palco sumiu por alguns minutos, talvez para arrumar o equipamento.
Miyavi deixa o palco, retornando para o Encore com outra roupa. Diz que ele foi arranhado no ombro enquanto estava no meio da plateia. Alguém traz o celular dele e ele começa a digitar, então diz “Alô? Melody?!” E pergunta como está a Lovelie, então começa a imita-la dizendo “Oi papai, estou bem” com voz infantil. Foi realmente muito fofo! Depois ele diz que ela precisava dormir e disse que iria filmar pra mostrar pra ela alguns anos mais tarde. Então filmou com o celular o público e disse para que nós checássemos o website dele, que ele iria postar lá no dia seguinte, e também postaria no MySpace, site, blogs e etc. O público grita seu nome em alto coro. Ele agradeceu várias vezes em português “Obrigado”. Pergunta se cantaremos a próxima música com ele, então começa a tocar “What a wonderful world” e pode-se ouvir o enorme coro de fãs acompanhando a música.

Após o término da última musica, o último MC onde Miyavi fala novamente sobre as mudanças e as coisas pelas quais está passando, ao som de uma música calma no piano agradece novamente diz para checarmos o site. Diz que ficou muito feliz em voltar ao Brasil novamente, agradece em português e diz “até a próxima”. Ouvimos “Neo Visualizm -Sakihokoru Hana no You ni” e “As U R” para finalizar. Para nossa tristeza, Miyavi diz tchau novamente e deixa o palco, finalizando assim mais um show que ficará em nossas lembranças pra sempre.

 

Live Report por Jackeline Lima

Deixe um comentário